Andarilho

Andarilho* Mhanoel Mendes

Todos nós somos, em boa parte dos casos, resultados das nossas decisões. Isto já é quase que consenso entre muitos. Assim como você, eu também tenho algumas experiências impactantes. Pra mim, por ora, não existe conhecimento sem vivência, por isso, se me convenço que é importante, que vou sair um ser humano melhor, eu vou lá e faço.

A experiência como andarilho pela BR-101, de Criciúma (SC) a Florianópolis (SC), foi uma delas. Durante seis noites e sete dias caminhei pelo acostamento da via federal e fui pedindo tudo, desde alimento, água e até pousada. Na grande maioria das vezes conseguindo.

Como aprendizado, fica o fato de que não é fácil pedir, principalmente quando não se necessita, que era o meu caso. Pra mim, parece que quem pede já perdeu quase tudo: quem realmente necessita, perdeu a dignidade, e quem não necessita perdeu a vergonha. Depois daquela experiência de 2005, jamais fui o mesmo.

Agora, baseado nos meus escritos, o jovem cineasta criciumense, Jurandir Lisboa, acaba de lançar o curta metragem “Andarilho O Buscador”. Trata-se da primeira obra do Lisboa, que, com sua visão aguçada e seu espírito crítico, soube pinçar um fato cotidiano em nossa sociedade, mas pouco debatido.

Inquieto, Jurandir Lisboa retrata, no seu olhar, as vivências e perspectivas de um “andarilho”, assim, tenta mostrar que, por muitas vezes, fazemos um prejulgamento de pessoas, que por um motivo ou outro estão buscando sua própria jornada neste mundo. Com sua obra, Lisboa sugere pra sermos mais conscientes antes de prejulgar alguém.

Nossos caminhos nós mesmos buscamos, certo ou errado, todo caminho é caminho. Afinal de contas, “não nascemos seres humanos, nos tornamos”, ensina Gurdjef, lembrado no curta do Studio Lisboa Films, de Criciúma.

“Minha mochila já anda bem vazia e meu coração mais cheio, minha alma mais leve. Já quero bem pouco: respirar, comer, dormir, servir a mim mesmo”.

Fica a dica: “Andarilho – O Buscador”, do Studio Lisboa Films, que pode ser acessado no seguinte link: http://vimeo.com/91347380

* Agricultor, jornalista, jardineiro, psicólogo, escritor amador e peregrino.

Com a tag | Deixar um comentário

Cores

Semana30

Com a tag | 1 comentário

Moísmo

OLYMPUS DIGITAL CAMERA* Beto Colombo

Querido leitor, que você esteja bem. Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre um pensador pouco citado, vamos nos aprofundar no filósofo Mozi, que viveu de 479 a 372 antes de Cristo.

No século V antes da era cristã, o filósofo chinês Mozi, horrorizado com a devastação provocada pela guerra no seu tempo, perguntou: “Qual é a via para o amor universal e o benefício mútuo?”

Mozi, ou senhor Mô, teve sua educação baseada na tradição chinesa com base nos textos clássicos. Anos mais tarde, passou a repudiar a ênfase nas relações de clã e fundou sua própria escola de pensamento, cuja base fundamental era o amor universal.

Com isso, o pensador queria dizer que os seres humanos deveriam se preocupar com todas as pessoas da mesma forma, do mesmo modo, independentemente de seu status, poder aquisitivo, ou de sua relação conosco. Esta filosofia é hoje conhecida como Moísmo que, segundo Mozi, é benevolente e está em conformidade com o mandato do céu.

De acordo com “O Livro da Filosofia”,  Mozi acreditava que há sempre reciprocidade em nossas ações. Devemos tratar os outros como desejamos ser tratados, assim recebemos similar tratamento em troca.  “Ama o teu próximo com a ti mesmo”. Essa frase de Jesus lembra alguma coisa com a de Mozi?

Para ele, se esse tratamento fosse aplicado por governantes, esse princípio evitaria guerras e conflitos. E se aplicado por todos haveria uma sociedade mais harmônica, mais produtiva. Sonho? Utopia? É bom que lembremos que se trata de um filósofo anterior ao mestre Jesus, quase 400 anos antes.

Essa mesma linha de pensamento Moísta foi resgatada no século XIX no ocidente, onde se criou uma corrente similar, conhecida como utilitarismo. Estudando um pouco mais, percebemos que Mozi foi o primeiro filósofo a falar do utilitarismo.

Conhecido agora na filosofia contemporânea destaca-se o filósofo australiano Peter Singer que aborda o utilitarismo e, para isso, se baseia na ética. Sobre este tema, inclusive, ele tem um livro intitulado “Um só Mundo”, publicado em Portugal. Outra publicação de destaque de Singer é o “Livro da Libertação Animal”, publicado em 1975, que afirma que no sofrimento os animais são “nossos iguais”.

No século V antes da era cristã, o filósofo chinês Mozi, horrorizado com a devastação provocada pela guerra no seu tempo, perguntou: “Qual é a via para o amor universal e o benefício mútuo?” E respondeu à sua própria pergunta: “É considerar os países dos outros como o nosso próprio país”.

É assim como o mundo parecia a Mozi. E você, tem alguma prática sobre a via para o amor universal?

Empresário, Especialista em Filosofia Clínica, Presidente do Conselho da Anjo Tintas.

Com a tag | Deixar um comentário

Anjo Tintas no Valor Econômico

Na edição do Valor Econômico de hoje (25/07) foi publicada uma matéria sobre a Anjo Tintas. Confira:

valor

Com a tag , | Deixar um comentário

Apartamento em clima retrô para inspirar

O branco foi o escolhido para as paredes em todos os ambientes, assim foi possível brincar e ousar com as cores na decoração. Esse apartamento está lindo, com um estilo retrô em alguns móveis, quadros e almofadas, por exemplo, misturado com estilos atuais e deixando os ambientes modernos. Para quem gostou pode servir como inspiração na hora de decorar, dando toque de cores, dando vida e tornando tudo mais alegre.  Não está show?

h1h2h3h4h5h6h7h8Fotos: Blog Achados de Decoração

Com a tag | Deixar um comentário

Espelho, Espelho Meu!

* Arquiteta Karine Pedrini Ghizzo
* Arquiteta Mariane Prá Gonçalves

É difícil ter alguém que não goste dele, quem passe por ele sem dar aquela rápida olhadela, o protagonista da vez é o espelho, que deixou há muito tempo de ser apenas um item de banheiros e quartos e agora está por toda a casa.

No mundo moderno o espelho não é mais um objeto da vaidade feminina e masculina, mas se tornou uma peça de decoração e muitas vezes uma escapatória para ampliarmos os ambientes e deixar eles ainda mais aconchegantes.

Há diversas formas e maneiras de se utilizar o espelho, e não há restrições para seu uso, ele fica bem em qualquer ambiente da casa. Na cozinha podemos usá-lo em cima da bancada ou nas frentes dos armários.

12Na sala de estar/jantar, podemos colocá-lo em cima do sofá, na mesa de jantar ou em alguma parede estratégica para dar a sensação de amplitude do ambiente.

34E ainda temos a opção de utilizar o espelho em molduras que o torna ainda mais charmoso.

56Outro tipo de moldura que está em alta, é a do estilo provençal, muito usado em lavabo e Hall de Entrada em conjunto com aparadores assim como os espelhos venezianos.

7e8Uma forma bastante usada hoje em dia é o painel com espelho bisotê, que deixa a peça sofisticada e somado ao efeito de luzes fica ainda mais elegante.

910Nos quartos, os espelhos deixaram de ser usados apenas nas portas de guarda-roupas e foram parar como detalhes, que fazem toda diferença, em cabeceiras e criados mudos.

1112Os espelhos fazem parte da produção final do espaço, ou seja, quando está tudo concluído em sua obra: escritório, casa, o ambiente em questão; porém sempre já definido onde será aplicado e com que finalidade. Quando o local já está finalizado, com papel de parede aplicado, se for o caso, ou a pintura já foi finalizada, o seu espelho é instalado.

Mais conteúdo de decoração e arquitetura? www.traco3d.blog.com
Traço 3D
Arquiteta Karine Pedrini Ghizzo – (48) 9904-8445
Arquiteta Mariane Prá Gonçalves – (48) 9974-2751

Fotos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12

Com a tag , | Deixar um comentário

Cores da Natureza

Semana29

Com a tag | Deixar um comentário

Projeto Social da Anjo Tintas na Imprensa

O Anjos do Futsal, um projeto social da empresa Anjo Tintas que iniciou em 2001, vem apresentando resultados positivos a cada ano. Atualmente atende 920 meninos em 16 municípios do sul de Santa Catarina e já revelou atletas que estão jogando futsal profissionalmente no Brasil e no exterior. Três atletas que atualmente jogam no exterior, um na Espanha, outro no Catar e o terceiro na Itália, visitaram três jornais da região para mostrar um pouco dos resultados do projeto. Acompanhe as matérias publicadas nos jornais.

Jornal DN - 17/07/2014

Jornal DN – 17/07/2014

Jornal A Tribuna - 17/07/2014

Jornal A Tribuna – 17/07/2014

Jornal da Manhã - 17/07/2014

Jornal da Manhã – 17/07/2014

Com a tag | Deixar um comentário

Carro antigo: Sedanette 2 Portas de 1950

O Sedanette 2 Portas de 1950, da marca Buick, é  mais um carro antigo do Museu Relicar – Antigos do Alveri de Araranguá (SC). Este automóvel é a gasolina, como motor 08cil/128hp.

xDSC07887xDSC07888xDSC07889xDSC07892xDSC07894xDSC07897xDSC07890

Com a tag | Deixar um comentário

Livro O Poder do Agora: desapegando do passado e do futuro

agora* Fabrícia de Pelegrini

Vários são os motivos para você ler este livro, O Poder do Agora de Eckhar Tolle e quero apresentar alguns deles:

1 – O autor fala do pensamento de uma forma inusitada, como se ele fosse independente de cada pessoa. O pensamento é uma voz que está dentro de cada um de nós e se não conseguimos dominá-lo, ele nos domina. “Você consegue se livrar da sua mente quando quer? Já encontrou o botão que a desliga? (página 20).

2 – Depois de saber disso, a proposta é ouvir a voz (o pensamento) de forma imparcial, sem julgar nem condenar, apenas ouvir o que ela está dizendo, assim você toma consciência.

3 – A proposta do livro é estar totalmente presente em tudo o que se faz. Isso é muito difícil, mas tendo essa consciência é possível dar o primeiro passo. O passado e o futuro trazem sentimentos contraditórios, muitas vezes sofrimento, angústia e ansiedade. É preciso desapegar.

4 – O autor quer fazer o leitor entender que é importante ter consciência de que o momento presente é tudo o que ele tem, então o agora tem que ser o foco da vida. A vida é o agora.

5 – É possível estabelecer objetivos e trabalhar para alcançá-los, porque existem etapas e viver o agora é respeitar cada uma delas.

6 – O livro aponta formas de viver no agora e como é possível escapar da armadilha da insatisfação.

7 – Tem também um exercício simples de meditação para quem quer acalmar a mente.

8 – O medo e a raiva também são temas abordados. Como eles podem prejudicar?

9 – O livro é rico em conteúdo, em proporcionar reflexões, em apresentar ao leitor o que pode estar causando tanto sofrimento e insatisfação e muito mais.

10 – Diante disso há formas de reverter os sentimentos ruins e o autor indica algumas delas. Isso pode ser bem difícil, mas não é impossível.

O Poder do Agora, de Eckhart Tolle – 224 páginas

Com a tag | Deixar um comentário

Azul no hall de entrada para o espaço de lazer masculino da casa

A blogueira do Tu Organizas, Nina Braz, resolveu dar uma vida para o hall de entrada do ático de sua casa que achava sem graça. Esse ambiente é um espaço de lazer reservado para seu marido e filho, por isso a cor azul foi a escolhida.

Usando a Tinta Acrílica Premium Anjo na cor azul 0441 do leque de cores e alguns objetos de decoração, a entrada ficou alegre e personalizada.

n1Nina Braz usou fotos de cenas corriqueiras entre pai e filho, vasos brancos e uma seta luminosa amarela que se destacou no espaço. O objetivo foi atingido, o azul realmente deu vida ao local que é um convite para o espaço com games, instrumentos musicais e brinquedos.

n2n4n5n7n8Fonte: Blog Tu Organizas

Com a tag , , | Deixar um comentário

Palavra Sincera

artigo266* Beto Colombo

Querido leitor, paz! Hoje vamos refletir sinceramente sobre a palavra sincera. A palavra “sincera” foi criada pelos Romanos. Foi cunhada a partir da fabricação de certos vasos feitos com uma cera especial, tão dura e perfeita que os utensílios se tornaram transparentes. Uma rara criação e uma beleza incomparável.

Em alguns casos era possível distinguir os objetos guardados no interior do vaso: pedras, água, flores. Para um vaso assim, fino e límpido, diziam os romanos:

- Como é lindo! Parece até que não é feito de cera.

“Sine cera” queria dizer “sem cera”, ou seja, uma qualidade de vaso perfeito, finíssimo, delicado, que deixava ver através de suas paredes. Com o tempo, o vocábulo “sine cera” transformou-se em sincero e passou a ter um significado relativo ao caráter humano. Sincero, portanto, é aquele  que é franco, leal, verdadeiro, que não oculta, que não usa disfarces, malícias ou dissimulações.

A pessoa sincera assemelha-se ao vaso romano que se deixa ver através das palavras os nobres sentimentos do coração. Assim, esta bonita metáfora do vaso nos liga a virtude da sinceridade em nossos corações. Sim, pois na forma de potencialidade ela está lá aguardando o momento em que iremos despertá-la e cultivá-la em nossos dias.

Geralmente, o sincero conquista a confiança de todos e,  por consequência, seu respeito e amor. Proponho nesse artigo que sejamos sinceros em nossos.

É assim como o “sine cera” me parece hoje. E você, como vivencia a sinceridade?

Empresário, Especialista em Filosofia Clínica, Presidente do Conselho da Anjo Tintas.

Com a tag | Deixar um comentário

Cores da Natureza

Semana28

Com a tag | Deixar um comentário

Dica: Qual o thinner indicado para diluição dos Primers PU?

primersOs thinners indicados para diluição dos Primers PU da Anjo são o Thinner 5000 Anjo ou Thinner Eco 5000 Anjo, na indicação recomendada.

Os Primers PU Anjo que necessitam de diluição são:
- Primer PU HS 3.1
- Primer PU Full 4.1.1
- Primer PU Fleet 5.1.1
- Primer PU Slim 8.1

Com a tag , | Deixar um comentário

Azul e branco em harmonia no quarto do bebê

Menino ou menina? Essa dúvida acompanha os pais nos primeiros meses de gravidez e assim que é esclarecida muitas mamães começam a pensar em como será o quarto do bebê que vai chegar em breve.

O azul é a tradicional cor dos meninos e muitos quartos ganham esta cor como destaque para receber o pequeno. Neste quarto há um equilíbrio entre o azul e o branco e essas duas cores trouxeram harmonia ao ambiente. A decoração discreta e os ursinhos e outros bichinhos de pelúcia quebrando as cores claras deixaram o quartinho lindo.

d5d2d3d4Fotos: www.elo7.com.br

Com a tag , | Deixar um comentário

Dia Mundial da Alegria

alegria

Com a tag | Deixar um comentário

Mordida e Joelhada

DSC_3833* Mhanoel Mendes

Esta semana termina a vigésima edição da dita Copa do Mundo de Futebol profissional. Desde que se iniciou, lá na década de 1930, esta é a segunda vez que ela ocorre no Brasil; a primeira foi em 1950. Mas não é sobre isso que quero discorrer em meu artigo de hoje. Quero sim refletir sobre os desdobramentos ocorridos em dois jogos, destacando duas palavras-chave: mordida e joelhada.

A primeira palavra-chave é mordida e o leitor atento deve logo saber do que se trata. Sim! Da mordida que o jogador Uruguaio Suárez deu no italiano Chiellini, partida esta em que a equipe latino-americana venceu a europeia por 1 x 0. Mesmo sem receber um cartão amarelo e sequer ser marcado qualquer tipo de falta no momento da mordida, Suárez teve uma repreensão exemplar por parte da FIFA, pelo atleta mordedor ser reincidente.

Até aqui, tudo certo? Não! Pelo menos pra mim.

Qual não foi minha surpresa quando, banido da Copa do Mundo no Brasil, o jogador Uruguai é recebido em seu país como um herói. Assim como no túmulo de Airton Sena, do Papa João Paulo II, pessoas, milhares delas, foram até a casa do atleta para se solidarizar. Queriam prestar homenagem ao homem como se ele tivesse desarmado uma bomba e salvado milhares de vidas, descoberto a cura do câncer, enfim, como se tivesse feito um gesto de amor.

Perguntados, os presentes ao ato disseram que Suárez era um herói, um guerreiro, um lutador, um homem de fibra. Destes, provavelmente todos justificavam o gesto do atleta como correto, como algo que deve ser seguido pelos jovens e crianças que ali estavam. Só faltaram dizer a frase ontológica do Maluf: “Morde, mas não mata”.

Outro momento cuja semelhança com o anterior é que também tirou o jogador da copa, foi  o de Zuñiga, da Colômbia,  que deu uma joelhada sem defesa nas costas de Neymar Jr. E que, assim como o outro lance do jogador Uruguaio, o árbitro não marcou falta e sequer deu cartão. Também ele e seus colegas foram recebidos em Bogotá por mais de 100 mil pessoas como heróis. Aqui também é lembrada a frase malufista: “Dá joelhada, mas não mata”.

Assim como Suárez e Zuñiga, que já não estão mais na disputa, Neymar também deixou a competição só que por problemas de saúde. Assim como os dois atletas estrangeiros, o brasileiro também foi recebido na casa dos pais, em São Paulo, por fãs, torcedores e desconhecidos com cartazes, faixas, hino nacional e, é claro, palmas. Prestavam homenagem ao craque brasileiro e davam foras para ele se recuperar e retornar logo aos campos com a alegria e ousadia.

Soárez mordeu e foi recebido com palmas. Zuñiga deu uma  joelhada e foi recebido com palmas. Neymar deixou a competição contundido e foi ovacionado. Quais dessas palmas tem um ensinamento, um aprofundamento das questões humanas? Em quais dessas palmas as crianças e os jovens vão aprender mais? Quais das palmas são um exemplo a seguir?

Ser humano não morde. Ser humano não briga. Ser humano não dá joelhada para tirar o outro de campo. Não nascemos seres humano, nos tornamos. Entre mordidas, joelhadas e palmas vamos construindo a nossa humanidade. É claro que com umas nos desviamos mais do caminho e com outras nos aproximamos da trilha que é de sermos verdadeiramente “ser humano”.

* Jornalista, jardineiro, psicólogo, agricultor, escritor amador e peregrino – www.oikos.org.br

 

Com a tag | Deixar um comentário

Serra do Faxinal foi o destino da Caminhada de Inverno da Anjo

No último sábado (05/07) foi realizada a 21ª edição da Caminhada das Estações Anjo. Para comemorar a chegada do inverno, um grupo de mais de 40 pessoas subiu a Serra do Faxinal com saída em Praia Grande (SC) até Cambará do Sul (RS).  Ao todo foram percorridos 15 km, em um dia lindo de sol, onde os participantes tiveram a oportunidade de estar em contato com a natureza e se deparar com uma paisagem diferenciada.

Ao chegarem no final do trajeto foi realizado o almoço coletivo. Pela primeira vez, três cachorros também fizeram parte desta caminhada.

DSC_0290DSC_0207DSC_0410DSC_0182DSC_0375DSC_0338DSC_0159

Com a tag | Deixar um comentário

Cores

Semana27

Com a tag | Deixar um comentário

Pinturas quase impossíveis

É impressionante a criatividade e a capacidade do artista turco Hasan Kale. Ele faz pinturas quase impossíveis em cascas de cebola, pedaços de chocolate, ovos de codorna, bananas e vários outros alimentos. Tudo isso se torna uma tela para suas pinturas.

Ricas em detalhes, às vezes é preciso de uma lupa para não deixar passar nada. O resultado você confere nas fotos abaixo. Incrível!

blog1blog2blog3blog4blog5blog6

Fonte: www.curiozo.com.br

 

Com a tag | Deixar um comentário