Uma Nova Teoria do Tempo

IMG_7349* Mhanoel Mendes

Muito se falou e mais ainda se fala sobre o tempo. Há quem diga que o tempo está passando muito rápido. Para outros, o tempo não passa, somos nós é que estamos passando. Há também os irônicos, como Lilor Fernandes: “Quem mata o tempo deve ir preso”.

Oportuno este tema, pois surge uma nova teoria do tempo que sugere que passado, presente e futuro co-existem em simultâneo no universo. De acordo com esta nova ideia, o tempo não avança, todo o tempo é sempre presente.

Esta ideia é defendida por Bradford Skow, professor de filosofia no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA, que considera que a ideia de que o tempo flui como um rio não é correta.

Este estudioso do assunto alega que o espaço-tempo é um “universo bloco” e que os eventos não passam por nós, desaparecendo para sempre – mas que existem em diferentes partes do espaço-tempo. Tentando explicar melhor: se olhássemos de baixo para o universo, veríamos o tempo espalhado em todas as direções, considera Bradford Skow, que defende a sua teoria no livro Objective Becoming.

“Quando perguntamos às pessoas, “fala-me da passagem do tempo”, elas normalmente fazem uma metáfora. Dizem  que o tempo flui como um rio, ou que nos movemos pelo tempo como um navio a navegar pelo mar. A teoria do  “universo bloco” diz que estamos espalhados no tempo, algo como o modo como estamos espalhados no espaço. “Não estamos localizados num tempo único”, explica o professor de filosofia ao jornal inglês Daily Mail.

De acordo com Bradford Skow, o presente não é um ponto no tempo, mas, antes, uma condição “temporal dispersa”, ou seja, as experiências de ontem, da semana passado ou mesmo de há vários anos, permanecem reais. Pra mim, tem muita lógica esta teoria.

O ruim desta teoria é que Bradford Skow dá a entender que as viagens no tempo entre os diferentes tempos não são possíveis. Mas isso só o tempo vai nos mostrar. Por enquanto não passa de uma teoria, bem interessante, mas ainda é uma teoria.

Sobre o tempo? Vamos dar tempo ao tempo.

* Jornalista, agricultor, psicólogo, jardineiro, escritos e peregrino – www.oikos.org.br

Compartilhar
Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Uma Nova Teoria do Tempo

  1. Emerson disse:

    Grato pelo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *