Liberdade na Decoração

* Vania Burigo

Buscamos a liberdade, seja de expressão, de comportamento ou de ideias. Estamos chegando a uma situação ideal em que cada um pode vestir o que quer ou dizer o que pensa, sem medo de discriminação e  isto é ótimo.

Por que, então,  na arquitetura não conseguimos ser tão espontâneos assim? Temos medo de novidades.

As escolhas estão presas ao convencional, ao que é aceito pela maioria e raras são as pessoas que se permitem sair do padrão que estiver na moda do momento. As pessoas procuram seguir o que já conhecem, o que o amigo ou o vizinho fizeram.

Na decoração de interiores, que podemos considerar algo íntimo e pessoal, temos casas que são variações umas das outras, com os mesmos móveis, as mesmas cores e os mesmos objetos. Há pouca expressão da  individualidade dos donos da casa.

Os designers têm criado móveis coloridos com formas abstratas e ao mesmo tempo confortáveis, que estão à venda por preços acessíveis, mas as pessoas têm medo de “enjoar” deles. No caso das cores, é o mesmo, sempre o medo de cansar e ter que mudar.

Ora, nada mais fácil e econômico que uma nova pintura com uma nova cor!

Uma cor bonita e um bom design são permanentes e sempre valorizam os espaços. Os lugares mais interessantes são os que têm personalidade e só podem ser criados com mobiliário especial e com combinações criativas.

* Arquiteta
Estúdio Vania Burigo

Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *